Publicação em destaque

tarte de arroz doce com chocolate e cacau

Saiu na ultima revista Bimby - Momentos de Partilha (47 - 2ª série, Outubro 2014), uma receita que tem feito muito sucesso: pastéis de arro...

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

patê de salmão fumado

Normalmente, faço patê de atum mas, porque esta é uma noite especial e porque não gosto de marisco, aventurei-me no patê de salmão.
O patê fica bastante leve, extremamente cremoso e absolutamente delicioso.


domingo, 29 de dezembro de 2013

esparguete ao alhinho com espinafres picantes

Se há receitas que adoro do Jamie Oliver, são as de massa. Acho que ninguém cria receitas de massa como ele e, além disso, são sempre todas extremamente simples. Só tenho um dos livros dele, penso que o primeiro de todos, Na Cozinha com Jamie Oliver, datado de 1999.
Esta receita vem na revista com as 200 melhores receitas do ano que está dividida pelas estações do ano e vem com sugestões originais e apelativas.
As quantidades desta receita são pensadas para 4 pessoas e a receita é excelente para a marmita e perfeita para participar no passatempo I Love Marmita.





bundt de cardamomo e iogurte

Mais um bolo delicioso da maravilhosa Rachel Allen. Das receitas que experimentei dela, até à data, todas superaram as minhas expectativas. Esta receita vem no livro Cake mas vi-a no 24 Kitchen há já algum tempo. Claro que o bolo é confeccionado de forma tradicional mas optei por adaptar à Bimby, o que me facilitou em muito o trabalho.
O bolo é, na receita original, decorado com framboesas (que não tenho) e fica lindíssimo que lembra mesmo o Natal. (Ver foto abaixo.) Por isso, com este bundt participo na 4ª edição da BundtMania em que, desta vez, o tema é o Natal.


panna cotta com molho de frutos vermelhos

A pensar na Passagem de Ano, resolvi preparar pana cotta com cuajada e molho de frutos vermelhos. A panna cotta é tradicionalmente preparada com folhas de gelatina mas como ainda tinha cuajada em casa, optei pela cuajada por gostar bastante da consistência e do sabor. Para a receita, baseei-me na receita da Alexandra.
Claro que não correu totalmente como eu gostava, coloquei a maior parte numa forma de silicone (lindíssima!) que ao desenformar escangalhou a panna cotta toda. Felizmente, coloquei parte em copinhos para servir em doses individuais e consegui tirar fotos.
A panna cotta ficou maravilhosa com uma forte sabor a baunilha e com o molho de frutos vermelhos a dar-lhe um ar festivo.


resultado . passatempo: giveaway | Suldouro - Navires

O passatempo acabou à meia noite e foi uma trabalheira encontrar vencedor. O ficheiro (criado automaticamente assim que é preenchido o formulário) contabilizou 230 participações. Como não fui apagando as participações inválidas ao longo do ficheiro, estive a validar uma a uma as participações clicando no link fornecido. Como o link deveria ser da partilha pública da foto colocada no Facebook, houve várias participações que ficaram inválidas. Nomeadamente, aqueles em que foi colocado o link do perfil de Facebook, aquelas em que foi partilhado o post do blog no Facebook e, ainda, aquelas em que colocaram o link da (minha) foto no Facebook. Houve ainda quem tenha tentado a sorte com múltiplas entradas das quais foi contabilizada somente uma.
Portando, o cabaz foi sorteado entre as 129 participações válidas que podem conferir aqui.



A vencedora foi a Gisela Tomás e será contactada por e-mail para lhe ser enviado o cabaz por correio.



O cabaz é composta por produtos gentilmente cedidos pela Suldouro - Navires mas também por produtos que adquiri para juntar ao cabaz.


Siga-me aqui:

sábado, 28 de dezembro de 2013

bacalhau gratinado

Para o Natal quis fazer um bacalhau diferente do tradicional bacalhau da consoada. Optei por fazer a receita que vem na revista Momentos de Partilha Dez'13 de bacalhau gratinado.
Com esta receita participo na 9ª edição do desafio A Escolha do Ingrediente em que este mês o blog anfitrião é o blog ai Caqui Caqui.


quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

tagliatelle com salmão

Uma das minhas prendas de Natal, foi o mais recente livro de receitas - 7 dias com a Bimby. Este livro, além de trazer imensas receitas práticas para o quotidiano, ainda traz umas fichas com menus e listas de compras. Ao folhear o livro, apeteceu-me experimentar imensas receitas mas a eleita para um jantar rápido e leve foi a receita de tagliatelle com salmão.




panettone com chocolate e mirtilos

Adoro a massa de panettone mas como não sou fã de sultanas, passas nem coríntios (que é o que normalmente se encontra nos panettones de compra), resolvi-me a fazer em casa com chocolate e mirtilos.
Modifiquei a receita do blog Pão e Beldroegas usando a dica de levar ao forno dentro de uma panela que encontrei no blog Narwen's Cuisine.


creme de limão merengado

No principio deste mês, vi este creme de limão merengado no blog da Ivone e fiquei a salivar. Ultimamente, por aqui, ando numa fase cítrica porque só tenho publicado receitas com citrinos. Mas, fazer o quê? Adoro citrinos! São frutos versáteis e que existem todo o ano.
Acabei por me guiar pela receita da tarte de limão merengada para fazer esta receita mas substitui a água da receita original por leite.
Apesar de as claras não terem montado como deveriam, ficou uma sobremesa bastante apetitosa.


terça-feira, 24 de dezembro de 2013

doce de citrinos com anis

Desde que vi esta receita de doce de três citrinos que fiquei encantada. Tenho-a guardada desde então, à espera da oportunidade de ser experimentada. Claro que doces e compotas se podem fazer em qualquer altura do ano mas eu tendo em fazê-los em Dezembro, perto do Natal.
Apesar do doce ser de três citrinos - toranja, laranja e limão - acabei por acrescentar clementinas e uma lima que tinha pele de limão. (Tenho tido a sorte de comprar limões que ao abrir são verdes como as limas.) Mantive mais ou menos as proporções da receita original mas deixou de ser um doce de três citrinos para um doce de cinco citrinos, dois açúcares... e anis! Adoro anis!


Boas Festas!






Siga-me aqui:

domingo, 22 de dezembro de 2013

filhoses de forma com especiarias

A poucos dias do Natal, por aqui começam os preparativos. Quis antecipar algum do trabalho para a ceia de Natal, deixando já as filhoses preparadas. Usei a receita da Marisa do Sweet My Kitchen com ligeiras modificações, nomeadamente nas especiarias.
Como nunca tinha feito filhoses, resolvi-me a fazer filhoses de forma por me parecerem mais simples mas também porque ficam mais bonitas que as tradicionais. As formas para filhoses não foram simples de encontrar. Sei que há formas grandes e pequenas mas acabei por só encontrar pequenas e comprei cinco formas com formatos diferentes.
Para a receita ter sucesso, há que seguir os passos atentamente. Acabei por ter a bancada cheia de travessas e tigelas quase como uma linha de montagem. Mas, acabou por resultar bem e ser relativamente simples de preparar.



~ filhoses de forma com especiarias ~

Ingredientes:
300 ml de leite Terra Nostra
3 ovos (grandes)
50 g de açúcar amarelo Sores
300 g de farinha tipo 65
½ c. chá de noz-moscada Suldouro
2 c. chá de cardamomo verde em pó
2 c. sopa de vinho do Porto (branco)
óleo de girassol (ou azeite) q.b.
açúcar branco q.b.
canela em pó q.b. Suldouro



Preparação Thermomix-Bimby:
Colocar todos os ingredientes no copo e programar 30 seg/ vel 3.
Retirar e reservar.
Deitar óleo (ou azeite) numa sertã, panela ou wok e aquecer.
Numa tigela preparar uma mistura de açúcar branco e canela em pó. Reservar.
Preparar uma travessa com papel absorvente. Reservar.
Quando o óleo estiver bem quente, colocar uma forma de filhós e deixar aquecer.
Assim que estiver bem quente, colocar a forma na tigela de massa reservada sem deixar afundar tendo o cuidado de não deixar passar massa para a parte de cima da forma.
Colocar a forma no óleo, sacudindo-a para soltar a massa e fritar. Se necessário, soltar com a ajuda de um garfo.
Assim que estiver dourada, retirar com uma escumadeira e colocar na travessa com papel absorvente.
Passar pela mistura de açúcar e canela.



tempo de preparação: 30min
dificuldade: **
vegetariano: sim
para crianças: sim
ingrediente principal: farinha


Siga-me aqui:

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

bolo de clementinas e sementes de papoila

Já por várias vezes tropecei em receitas de bolo de limão com sementes de papoila mas, cá por casa, havia clementinas às quais não resisti quando fui à mercearia. Aliás, até já fiz mas foi um desastre tão grande que nem me quero lembrar.
Resolvi-me a adaptar uma receita do Mundo de Receitas de Bimby de bolo de clementina e laranja, ao qual adicionei sementes de papoila. Optei por não fazer a calda e usar somente açúcar em pó para a cobertura.

A forma é Kugelhopf d' A Metalurgica Bakeware e pode ser adquirida com 25% de desconto na loja online, em compras superiores a 20€, até ao dia 19/12/2013.

Não esqueçam que ainda podem participar no passatempo aqui no blog até 28/12/2013!



domingo, 15 de dezembro de 2013

gomas caseiras

Tinha cá por casa uma embalagem de gelatina de lima vinda do Brasil que me pareceu que ficaria excelente em gomas. Segui uma receita do Mundo de Receitas Bimby mas usei açúcar mascavado ao invés de usar açúcar branco refinado e daí as gomas terem ficado mais escuras do que seria expectável e com um sabor intenso a cana de açúcar mas deliciosas.



~ gomas caseiras ~ 

Ingredientes:
20 g gelatina em pó neutra
1 saqueta de gelatina de qualquer sabor
200 g de água
300 g de açúcar
açúcar em pó para envolver q.b




Preparação Thermomix-Bimby:
Colocar no copo as gelatinas, a água, o açúcar e misture 10 seg/vel 4.
Em seguida, programar 5 min/ 100º / vel 2.
Deitar o preparado em formas de silicone e deixar solidificar.
Colocar no frigorífico cerca de 4h para ficar mais firme.
Desenformar e passar por açúcar.



tempo de preparação: 4h
dificuldade: *
vegetariano: sim
para crianças: sim
ingrediente principal: gelatina


Siga-me aqui:

compota de laranja | orange marmalede

Já a pensar nas prendas de Natal, lembrei-me de fazer, para oferecer, compota de laranja. Em anos anteriores, ofereci compota de abóbora com nozes e foi um sucesso. Este ano, resolvi variar porque a maioria das pessoas a quem irei oferecer gostam bastante das suas torradas, pela manhã, com compota de laranja. Ao pesquisar, encontrei esta receita de orange marmalade que, além de facílima, me pareceu deliciosa. Ainda encontrei outra, uma versão asiática da orange marmalade, a qual também deixo aqui à laia de sugestão.

Com esta compota, participo no passatempo Receitas com Glamour - Doces Momentos da Sidul. Se quiserem dar uma ajuda, votando na minha receita, fico agradecida.



quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

barras de cereais com mirtilos selvagens

Fiz mais barrinhas de cereais para poder ter um snack para meio da manhã (ou meio da tarde). As primeiras barrinhas de cereais caseiras que fiz foram barras de cereais com maçã e canela. Desta vez, quis variar os sabores e dar-lhes um toque selvagem. Por isso, usei mirtilos selvagens inteiros desidratados.


domingo, 8 de dezembro de 2013

Feira de Sabores - Jardim Botânico da Ajuda - Dez'13


Decorreu este fim-de-semana a Feira de Sabores no Jardim Botânico da Ajuda (que é um dos jardins mais bonitos que conheço). Apesar de só ter conseguido chegar ao final da tarde do último dia, ainda consegui provar e trazer para casa alguns produtos.



Fiquei absolutamente rendida ao doce de cherovia com anis do Cherosabor, ao Coelho Vilão dos Doces da Paulinha e ao mel de rosmaninho do Mel do Ganhão. Ainda trouxe tomilho-limão das Ervitas Catitas, um chá das Ervas da Zoé e mel de eucalipto do Lagar do Mel.
Claro que me arrependi de não ter conseguido arranjar tempo para ir mais cedo e ver a Feira em mais pormenor.





Fundado em 1768, o Jardim Botânico da Ajuda é o primeiro Jardim Botânico de Portugal.
“Jardim do século XVIII, final do barroco, espaço de rigor geométrico, foi o primeiro jardim botânico português, devendo ser considerado como a primeira e a mais importante instituição dedicada à cultura da história natural do País.
Em 1765, por ordem de D. José, foi encarregado de delinear e dirigir as obras do Real Jardim Botânico da Ajuda o Dr. Domingos Vandelli e de as inspeccionar o ministro da Marinha, Francisco Xavier de Carvalho, irmão do 1.º Marquês de Pombal. Destinava-se o jardim, tal como o Museu de História Natural e o Gabinete de Física, instalados num edifício próximo, à educação dos príncipes, em particular a D. José, então com 15 anos e destinado a suceder a sua mãe, caso não tivesse falecido.
Vandelli, em 1791, após ter sido jubilado da Universidade de Coimbra, foi nomeado director do inicialmente denominado «Real Jardim Botânico da Ajuda, Laboratório Químico, Museu de História Natural e Casa do Risco». Mandou vir plantas vivas e sementes dos jardins botânicos de todo o mundo, chegando a coleccionar mais de 5000 espécies. No entanto, em finais do século XVIII, apenas existiam 1200 espécies em cultura.
Foi entregue ao Instituto Superior de Agronomia, em 1918. 
Entre 1993 e 1997, com o apoio do Prémio de Conservação do Património Europeu e do Fundo de Turismo, sob a orientação da Profª. Cristina Castel-Branco, procedeu-se a um restauro do Jardim com a recuperação da colecção botânica, o restauro do sistema de rega e a instalação do Jardim dos Aromas.






As fotos acima do Jardim Botânico da Ajuda, apesar de não terem marca de água, são da minha autoria.


Siga-me aqui:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...