Publicação em destaque

granola caseira

A diferença entre a granola e o muesli é que a granola é tostada, cozinhada. Pode-se fazer granola a partir de muesli adicionando óleo (ou a...

domingo, 8 de dezembro de 2013

Feira de Sabores - Jardim Botânico da Ajuda - Dez'13


Decorreu este fim-de-semana a Feira de Sabores no Jardim Botânico da Ajuda (que é um dos jardins mais bonitos que conheço). Apesar de só ter conseguido chegar ao final da tarde do último dia, ainda consegui provar e trazer para casa alguns produtos.



Fiquei absolutamente rendida ao doce de cherovia com anis do Cherosabor, ao Coelho Vilão dos Doces da Paulinha e ao mel de rosmaninho do Mel do Ganhão. Ainda trouxe tomilho-limão das Ervitas Catitas, um chá das Ervas da Zoé e mel de eucalipto do Lagar do Mel.
Claro que me arrependi de não ter conseguido arranjar tempo para ir mais cedo e ver a Feira em mais pormenor.





Fundado em 1768, o Jardim Botânico da Ajuda é o primeiro Jardim Botânico de Portugal.
“Jardim do século XVIII, final do barroco, espaço de rigor geométrico, foi o primeiro jardim botânico português, devendo ser considerado como a primeira e a mais importante instituição dedicada à cultura da história natural do País.
Em 1765, por ordem de D. José, foi encarregado de delinear e dirigir as obras do Real Jardim Botânico da Ajuda o Dr. Domingos Vandelli e de as inspeccionar o ministro da Marinha, Francisco Xavier de Carvalho, irmão do 1.º Marquês de Pombal. Destinava-se o jardim, tal como o Museu de História Natural e o Gabinete de Física, instalados num edifício próximo, à educação dos príncipes, em particular a D. José, então com 15 anos e destinado a suceder a sua mãe, caso não tivesse falecido.
Vandelli, em 1791, após ter sido jubilado da Universidade de Coimbra, foi nomeado director do inicialmente denominado «Real Jardim Botânico da Ajuda, Laboratório Químico, Museu de História Natural e Casa do Risco». Mandou vir plantas vivas e sementes dos jardins botânicos de todo o mundo, chegando a coleccionar mais de 5000 espécies. No entanto, em finais do século XVIII, apenas existiam 1200 espécies em cultura.
Foi entregue ao Instituto Superior de Agronomia, em 1918. 
Entre 1993 e 1997, com o apoio do Prémio de Conservação do Património Europeu e do Fundo de Turismo, sob a orientação da Profª. Cristina Castel-Branco, procedeu-se a um restauro do Jardim com a recuperação da colecção botânica, o restauro do sistema de rega e a instalação do Jardim dos Aromas.






As fotos acima do Jardim Botânico da Ajuda, apesar de não terem marca de água, são da minha autoria.


Siga-me aqui:

5 comentários:

  1. Eu também acho o Jardim botânico da Ajuda dos mais lindos que existem e que belo evento esse e produtos magníficos!
    Beijinhos grandes e boa semana,
    Lia.

    ResponderEliminar
  2. Que pena ter perdido essa feira, de certeza que iria adorar! O mel de eucalipto do Lagar do Mel é delicioso e quando tive dores de garganta ajudou-me imenso.

    Não te esqueças de participar no passatempo de Natal: http://limited-edition-since2012.blogspot.pt/2013/12/passatempo-5-sentidos-com-alecrim-aos.html

    ResponderEliminar
  3. Que pena que moro longe, adorava ter ido visitar essa feira! :)
    Gostei muito dos produtos que trouxeste.
    Beijinhos doces.

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde,
    Se souber de uma outra feira parecida ou a mesma,ou de COMPOTAS & CHUTNEYS,gostaria muito de ir,pode me enviar um email,com data e local por favor.
    nelson@pracial.com.br

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite,
      Recomendo: https://www.facebook.com/compotas.chutneys

      Cumprimentos

      Eliminar

Grata pela visita! ❤
Todos os comentários são importantes e sempre bastante apreciados.
Não se esqueça de seguir nas redes sociáveis: Facebook * instagram * blogger * bloglovin'.
Obrigada pela sua visita. Volte sempre! 💋

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...