Publicação em destaque

tarte de arroz doce com chocolate e cacau

Saiu na ultima revista Bimby - Momentos de Partilha (47 - 2ª série, Outubro 2014), uma receita que tem feito muito sucesso: pastéis de arro...

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

creme de cenoura com croutons de canela

Sopa ou creme de cenoura é a minha sopa favorita! Não me canso de a repetir. Além disso, é a refeição perfeita para quando uma pessoa está mais cansada ou até mal do estômago. Sendo tão simples de preparar, não é de estranhar que cá por casa se faça tantas vezes. Mas, por ser algo recorrente, há que reinventar o creme de cenoura para não enjoarmos de vez. Desta vez, a renovação da receita foram os croutons de canela que ficam perfeitos! Aliás, se colocarem uma pitada de canela no creme de cenoura (e abóbora), garanto que não se arrependem. Isto, se gostarem de canela, obviamente!



quinta-feira, 30 de outubro de 2014

mistura para cappuccino, aliás, mocha descafeinado

Já nem sei há quanto tempo tenho esta receita guardada para experimentar. Acho que desde sempre. Como tenho andado numa de publicações que podem ser ofertas (de Natal), foi desta que a experimentei.
A receita original está no forum bimby mas também se encontra uma receita no Mundo de Receitas Bimby. Para a minha receita usei descafeinado solúvel, cacau e chocolate em pó, além dos restantes ingredientes que consta na receita.
Para mim, serve-me para poder beber um cappuccino, aliás um mocha a meio da tarde sabendo que não me vai tirar o sono à noite. Sou daqueles pessoas que só pode beber café até às 16h porque a partir dessa hora estou a pôr o sono em risco.
Para mim, esta receita é mais de mocha do que cappuccino. O cappuccino só leva chocolate em pó para decorar em cima da espuma de leite. O mocha combina café e chocolate. Neste caso, descafeinado e chocolate e cacau. Por isso, prefiro chamar-lhe mocha descafeinado. No final do post encontram uma infografia que explica direitinho o que é cada coisa.



quarta-feira, 29 de outubro de 2014

beef jerky | carne seca caseira

Tendo um desidratador de alimentos em casa, tinha que experimentar a carne seca. Andei a pesquisar receitas para saber como temperar e/ou que cuidados a ter com a carne. Entre muitas, escolhi esta lista e optei pela mais simples. Escolhi marinar a carne com azeite mas pode ser feito com tempero em pó e sem quaisquer líquidos.
A carne (e quaisquer outros alimentos) podem ser secos no forno mas convém ter um forno digital (porque a temperatura tem que ser exacta) e deixar os alimentos a secar dentro do forno durante horas. Sinceramente, não me agrada nada a ideia de deixar o forno ligado durante horas. Já experimentei anteriormente com o tomate seco caseiro mas tendo um forno a gás, ainda por cima, velhinho e sem sequer marcas de temperatura não se pode dizer que é brilhante. Entretanto, já desidratei tomate no desidratador e não me incomoda nada. É como deixar a iogurteira ligada durante a noite a iogurtar e, tendo em conta, que ambos são de baixo consumo energético, não me incomoda absolutamente nada.

beef jerky | carne seca caseira

beef jerky | carne seca caseira

terça-feira, 28 de outubro de 2014

rolo de carne

Esta é uma daquelas receitas para dias preguiçosos em que não apetece ter muito trabalho a fazer jantar mas também nos apetece uma refeição substancial. Tem ainda a vantagem de sobrar e ser perfeita para a marmita ou, então, para congelar já fatiado para uma refeição rápida.
Confesso que a mistura de carnes picadas quando comprada no supermercado nunca é a melhor opção. É sempre preferível ir ao talho e picar para picarem a carne juntamente com chouriço. Aí, sim, este rolo de carne seria perfeito!


segunda-feira, 27 de outubro de 2014

parceria | Guloso

É com grande satisfação que anuncio a parceria entre este blog e a Guloso.



A marca Guloso foi fundada em 1945. É uma marca especializada em produtos de tomate, tendo na sua actual gama produtos como Concentrado de Tomate, Polpa de Tomate, Refogado de Tomate, Tomate Pelado e em Pedaços, Molhos prontos e Ketchup.

Está integrada numa das maiores empresas agro-industriais do país - a Sugalidal, S.A. – uma empresa de capital 100% nacional, que se tornou num dos maiores produtores de tomate a nível europeu.

A Sugalidal possui 2 instalações fabris, na Azambuja e em Benavente, que processam um total de 450 mil toneladas de tomate. A fábrica da Azambuja está vocacionada para a primeira transformação, ou seja, na produção de concentrado de tomate. A fábrica de Benavente, para além da primeira transformação dedica-se também à 2ª transformação, onde são produzidos os produtos Guloso.

Na “casa” Guloso existe um forte compromisso com a qualidade e para que esta possa ser garantida, existem métodos de controlo rigorosos, que acompanham todo um processo evolutivo desde a matéria-prima até ao produto final. Para isso, existem técnicos, que conhecem a fundo a cultura do tomate e trabalham em conjunto com o agricultor, zelando para que se cumpram as regras estabelecidas de qualidade e respeito pelo ambiente.

Porque sabemos que a marca Guloso é consumida por milhares de pessoas, com as quais nos preocupamos, fazemos de tudo para que a qualidade dos nossos produtos corresponda às expectativas mais exigentes do consumidor.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

bolo de baunilha na caneca

Os bolos de caneca são sempre perfeitos para quando apetece um miminho doce mas não se quer ter muito trabalho nem demorar muito tempo. Estas receitas de bolos na caneca também podem ser feitas em chávenas de café para oferecer como sobremesa a um grupo de amigos que tenham vindo jantar ou lanchar.
Para esta receita é necessária uma caneca que possa ir ao micro-ondas e um micro-ondas de 800 watts.




segunda-feira, 20 de outubro de 2014

carne de porco à portuguesa

A comida tradicional portuguesa é imensamente rica. Um dos exemplos é este prato que é de uma extrema simplicidade e cheio de sabor.
A receita foi uma adaptação do blog Receitas Actifry da receita de carne de porco à alentejana (com amêijoas) que se encontra no site da Tefal. 
Cá para casa, diminuí ligeiramente as quantidades e só tive o trabalho de arranjar a carne e deixar a marinar. De resto, a Actifry fez o resto com a vantagem de ser bastante mais saudável do que cozinhada da forma tradicional.




domingo, 19 de outubro de 2014

dicas | desidratador de alimentos

Meti na cabeça que precisava de um desidratador de alimentos. Encontrei na Amazon UK alguns que tinham um preço simpático mas após a conversão das libras para euros + portes, ficavam um balúrdio. Por isso, comecei a pesquisar a ver se encontrava por cá e acabei por encontrar na César Castro um desidratador a um preço razoável. Infelizmente, só traz um manual de instruções que só tem os tempos de desidratação. Portanto, hei-de comprar livros com dicas mais completas sobre o processo.
O processo de desidratar alimentos remove a água destes prevenindo a sua deterioração por microorganismos e permitindo manter as suas propriedades, aumentando o tempo de conservação.


Os alimentos a desidratador devem ser cortados o mais finamente possível para que o processo seja o mais rápido possível. Aconselha-se o uso de uma mandolina (o que, obviamente, não usei e daí estar cada coisa de seu tamanho).
Os alimentos não podem ser sobrepostos nas bandejas para que o processo seja eficaz. Preenchi as bandejas sem sobrepor mas os alimentos acabam por perder volume com a desidratação e daí serem mais simples de armazenar.
Numa das pesquisas, apercebi-me que frutas como maçã, pêra, banana e afins precisam de pré-tratamento que é tão simples como passar por sumo de limão para não oxidarem durante o processo. Os legumes deverão ser branqueados antes de serem desidratados para conservarem a cor e sabor mais intenso.
Infelizmente, não existe muita informação em português sobre este utensílio de cozinha. Mas encontrei imensas dicas e receitas no Pinterest que podem ajudar a tirar o meu partido do meu desidratador de alimentos.


quinta-feira, 16 de outubro de 2014

World Bread Day'14 | artisan bread

Para celebrar a 9ª edição do World Bread Day, optei por um pão simples, aliás, extremamente simples. Até diria que foi o pão mais simples que já fiz!
É um pão feito com uma massa muito pouco amassada tendo uma maior quantidade de humidade do que uma massa vulgar. Assim, pode-se conservar no frigorífico durante vários dias para fazer logo de manhã e comer pão acabado de fazer. Para tal, basta conservar a massa no frigorífico após levedar, coberta com película aderente. Para cozer o pão pela manhã, basta seguir os passos de cozedura ou, simplesmente, polvilhar uma superfície com farinha, moldar a porção desejada e levar ao forno.


segunda-feira, 13 de outubro de 2014

chutney de maçã

Com o actual embargo da Rússia a alimentos europeus, a produção de pêra rocha e de maçã não teve escoamento. Uma das medidas que foi tomada pelos produtores foi a de escoar parte da produção para o Banco Alimentar que irá, além de entregar fruta fresca às famílias carenciadas, conservar parte dela em compotas e afins.
Depois de saber desta notícia, a ideia de um chutney de maçã começou a tentar-me.
Para esta receitas misturei e baralhei receitas. Meti na cabeça que queria fazer chutney de maçã porque encontrei, na mercearia, umas maçãs lindas e saborosas apesar de, para esta receita, o ideal seriam maçãs ácidas. 


domingo, 12 de outubro de 2014

doce de courgette com baunilha

No fim-de-semana passado assisti a um show cooking com a Chef Chocolatier Céu Carvalho no Viplant Oeiras Garden Center. Entre outras iguarias, provámos bombons com doce de courgette. É uma combinação estranha mas estranhamente deliciosa. Nunca imaginei que doce de courgette fosse tão delicioso! Claro que assim cheguei a casa, comentei logo com a Marisa e, tanto elogiei o doce, que ela não resistiu a experimentar: doce de courgette com gengibre e especiarias
A courgette, além de extremamente versátil, é um alimento nutritivo com poucas calorias e rico em minerais e vitaminas. Tem um sabor neutro e suave e facilmente adquire o sabor dos outros ingredientes.
Apesar de não ter nenhuma referência sobre como fazer doce de courgette, optei por juntar sumo de limão e uma maçã por terem elevado teor de pectina para que pudesse reduzir o açúcar e aromatizei com baunilha.
Fiz o doce com a casca da courgette (e da maçã) e daí a cor escura com que ficou. Se preferirem, retirem a casca para obterem um doce mais claro.



sábado, 11 de outubro de 2014

iogurtes de gelatina de melancia

Fiz estes iogurtes algures a meio desta semana mas a falta de tempo não me permitiu tirar logo as fotos.
Resolvi-me a fazer novamente iogurtes de gelatina porque a primeira experiência apesar de morosa, teve um excelente resultado final. Para estes iogurtes decidi-me por iogurtes o mais light possível, substituindo o açúcar por frutose já que estava a usar uma gelatina light.
O resultado final é fantástico e os iogurtes saíram tão deliciosos que já só restam uns quantos.


terça-feira, 7 de outubro de 2014

salada de alface, tomate, maçã e pêra com salsichas de churrasco

Agora que o Verão acabou é que me tem apetecido saladas e refeições leves. Apesar de o Outono já ter começado, ainda não está frio o suficiente para me apetecer refeições quentes mas apetecem-me sempre refeições reconfortantes e, para mim, estas saladas com tudo e mais alguma coisa são refeições de conforto. Além disso, é uma excelente desculpa para fazer croutons (nos quais eu não estou absolutamente nada viciada) e, se forem feitos com o tempero de alho e salsa, ficam perfeitos!
Esta salada é igualmente perfeita para a marmita. Pelo menos, soube-me lindamente, principalmente, porque não há preocupação de aquecer a comida.


domingo, 5 de outubro de 2014

bôla de courgette e cenoura com queijo

Já há algum tempo que tinha ideia de fazer uma bôla só com legumes, uma bôla vegetariana, que servisse como acompanhamento ou como entrada e, principalmente, que fosse perfeita para a marmita. Por isso, lembrei-me da combinação de courgette e cenoura que é sempre uma combinação de sucesso e misturando queijo fica perfeito.


sábado, 4 de outubro de 2014

parceria | Oficina da Formiga

É com grande satisfação que anuncio a parceria entre este blog e a Oficina da Formiga.


A Oficina da Formiga nasceu em 1992 com a cobertura da eira da nossa casa gandaresa de 1915, em Ílhavo, e a instalação do forno e das bancadas de pintura manual.
Fruto da influência de mestres e técnicos, da experimentação artesanal, da experiência na direcção industrial e também como formador no sector cerâmico, demos continuidade à reprodução dos motivos e das cores ainda registadas na nossa memória, mas que há muito desapareceram dos nossos ambientes familiares.
Os nossos clientes e amigos voltaram a colocar nas mesas do dia-a-dia, ou em ocasiões de festa, a travessa com o bacalhau, batatas e couves, o prato com as rabanadas, aletria ou arroz doce, a taça com a salada de alface, a tijela com a marmelada, ou utilizando-as simplesmente como peças decorativas.
As peças da Oficina da Formiga são reproduções fieis dos formatos e motivos de louça utilitária, fabricadas na segunda metade do século XIX e primeira metade do século XX provenientes de diversas unidades industriais nacionais que já encerraram, nomeadamente de Aveiro, Coimbra, Lisboa, Sacavém, Caldas da Rainha e Gaia.
São objectos utilitários que dão resposta às necessidades quotidianas (louça para alimentos e refeições), mas, na sua utilização, podemos voltar a capturar as memórias maravilhosas das olarias populares.
Algumas peças são carregadas de simbolismo – como é o caso do prato da abundância – e são pedaços da história popular que não queremos deixar perder.
Os motivos são baseados nos elementos naturais e tradicionais, peixes, aves, flores e folclore, rebuscados em casas particulares, antiquários, feiras de velharias, livros e museus. As formas são, principalmente, os pratos, travessas, jarras e bacias. Os processos de conformação, pintura e vidragem são manuais, com as mesmas técnicas usadas desde o século XIX.








O meu agradecimento à Oficina da Formiga pelos produtos enviados.

site: http://www.oficinadaformiga.com/
Facebook: https://www.facebook.com/pages/Oficina-da-Formiga/479895802049229


Siga-me aqui:

Yum

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

dicas | momentos wook - pague 2, leve 3

Pela primeira vez, poderá escolher 3 livros e pagar apenas 2!
A promoção é válida para encomendas registadas entre as 0h00 e as 23h59 do dia 01-10-2014 (GMT+1) numa seleção de mais de 1 milhão de livros assinalados.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...